SINOPSE

Cotidiano de uma criança com bronquite.

 

NOTAS DE PRODUÇÃO


Estou em São Carlos, no interior de São Paulo, trabalhando no novo filme.
Passarei os próximos dois meses animando meu primeiro curta em stop motion aqui.
Estou na Rocambole, com o estúdio todo montado, com câmeras, iluminação, marcenaria, computadores e tudo mais.
 
O estúdio fica em uma chácara no meio do mato, afastado da cidade, com
absoluta tranqüilidade - sem barulho algum.
Apenas os gansos que andam entre as gigantescas árvores.
A casa tem um pé direito enorme e toda a aparência de uma casa do interior – das persianas às portinholas e luminárias.
Confeccionamos os cenários, finalizamos os bonecos e gravamos as vozes no Rio; editamos os trechos para decupagem de lip sync com a Ana Luiza e acertamos a luz para iniciar a gravação da animação.
Por alguma razão, a luz estava variando a cada frame – o que exigiu tentar diversas sortes de lâmpadas, exposições, estabilizadores, difusores, lentes e câmeras.
Faz muito frio (!), algo inesperado.


.

A mãe do Tiago Mal, um dos sócios da empresa, prepara fartas e suculentas refeições várias vezes por dia, acompanhadas de variados doces caseiros (já provei o doce de leite, o de goiaba, o de figo e o de leite crespo).
Terminaram de construir uma piscina para os gansos!
 
Antes de começar a animar, ainda precisei fazer a água do chuveiro, furos no chão para os passos e descobrir a melhor maneira de manipular os olhos e bocas.
O Pedro Iuá, que construiu os bonecos, disse para eu passar em uma farmácia bem longe da minha casa e comprar uma pinça e vaselina sólida para colar as boquinhas e esmalte transparente para pincelar nos olhos dos bonecos.
Corrigi a pintura do rosto da mãe (que arranhou na viagem), mas agora ela parece ter vitiligo.

Trabalhamos durante doze horas seguidas para marcar a luz, montar as câmeras e o cenário.
Só paramos quando começou a pegar fogo no bambuzal da chácara ao lado.

A nuvem negra subia até o céu.
Por sorte não ventava.

Thomas Larson e Eduardo Perdido vieram visitar a Rocambole durante a primeira semana.
O Perdido ajudou a fotografar a cena da toalha sendo jogada pra trás – o que precisou de arames e fita crepe – mas o intuito do Thomas era convidar todo mundo pra cachoeira para onde ele e sua trupe estavam indo.
Não fomos.
Ficamos aqui, colando toalhas na parede com fita crepe.

***

.
Os gansos ainda não tomaram coragem para entrar na piscina deles.
Mas encontramos uma aranha na borda da piscina, que era quase do tamanho do ganso!

 

Tenho dois meses para animar dez minutos.

Fiz a água do chuveiro com massinha.
Para animar, tenho que me esgueirar entre a câmera, as paredes do cenário, os spots de luz e os outros objetos de cena.
Já derrubei o boneco, bati no cenário, chutei o tripé e deixei cair a cabeça do personagem principal.
Amassou a cabeça e o cabelo ficou bem diferente.
Quando tentei recolocar os fios de cabelo no lugar, o arame fez PLEC.
Achei melhor deixar como está.

Provei o doce de mamão, o de abóbora, o de abóbora com coco e repeti o de leite.
Com queijo e com bolo.
E o bolo de milho com cobertura de chocolate.
O buraco da cinta da minha calça parece uma boca de peixe fisgada por
um anzol, de tão esticado que está.

 

O multifacetado Tiago está cuidando da fotografia, da iluminação e da montagem.
E ainda da marcenaria, pra montar os cenários da Mariana.
A Mariana Duarte construiu os cenários e os objetos de cena, que agora têm de ser montados em estruturas sólidas de madeira.
O acabamento do banheiro que a Mariana fez é melhor do que o da maioria das casas que já aluguei pra morar.
Mariana também costurou as roupas dos bonecos que o Pedro construiu.
Pedro Iuá passou dois meses pesquisando e fazendo experiências com inúmeros materiais para a estrutura interna, os corpos e a pintura da pele dos bonecos.
Partes de látex misturado com cola e partes de fimo assada no forno.
Material experimental para pintar a pele.
A sola dos pés é furada e tem uma porca, para poder ser aparafusada ao chão.
Apesar de eu ter lido todo o livro do Richard Williams, o meu ciclo do andar em stop motion sem prender o boneco no chão dá a impressão de um ataque epilético em alguém com mal de Parkinson.

Fui à cidade pela primeira vez, após uma semana trabalhando no estúdio.
Fui à festa do Clima, na praça do Mercado Municipal.
Todos dizem que São Carlos é a cidade do clima.
Qual clima?
Todos os climas?
Por enquanto, só está muito frio.
Sanduíche de pernil, pastel de lingüiça, espetinhos, acarajé, doces e orquídeas.
Fecharam as ruas da praça; estava lotado com milhares de são carlenses.
E ainda assisti ao show do Jair Rodrigues, que cantou muitas músicas substituindo palavras-chave das letras por “São Carlos”.
A métrica não deu muito certo, não.

Os gansos finalmente estrearam a piscina.
A água ficou verde logo no primeiro dia.
Mas os quatro gansos maiores não deixaram a gansa menor e pretinha entrar.
Ela é discriminada pelos outros.
Foi expulsa da piscina a bicadas e só come grama sempre no mesmo lugar.

***

.
A gansa menor e pretinha rejeitada finalmente entrou na piscina.
Mas por muito pouco tempo.
Ela entrava rapidamente no canto vazio da piscina, mas o ganso macho percebeu e avançou sobre ela, arrancando algumas penas do rabo da rejeitada com o bico, enquanto ela batia em retirada.
Ela ainda se arriscou várias vezes, mas em seguida foi atacada nas asas e perdeu mais penas, arrancadas pelos bicos dos demais.
Ela permanece nas bordas da piscina, enquanto os outros quatro nadam.

Fui ao cinema no centro da cidade.
O cinema antigo foi revitalizado pelo Diego Doimo – atual secretário de cultura do município e também um dos sócios da Rocambole – e funciona diariamente, com sessões às vinte e uma horas.
E matinês nos finais de semana.
O filme que assisti não importa.
O que importa é a experiência emocional de assistir a uma sessão naquele cinema de rua de 500 lugares, com cadeiras, paredes e comportamento de um cinema típico de uma sala do interior de antigamente.
Como as sessões que eu assistia no extinto Cine Tanabi, há quase trinta anos.
Onde meu avô assistiu ao primeiro King Kong, de 33.
Um casal comentava atrás de mim:
"- Eu não sou contra filmes de arte, mas pra este cinema funcionar, ele tem de exibir filmes bons! (...) Eu já assisti filmes bons e ruins aqui. Como o filme tal (não entendi o título), que é um filme bom! E QUEIME DEPOIS DE LER, que é um filme ruim! Não pode. Pra sobreviver, tem que exibir só filme bom! Olha esse aqui (o cara apontou o folheto que anunciava a Sessão Maldita, sempre às 23hs de terça, com preços promocionais e filmes alternativos), olha esse aqui: OITO MULHERES! Um filme francês! E do qual eu nunca ouvi falar! Não Pode. Só pode passar filme bom!"
Na verdade não era o casal quem comentava, mas apenas o homem do casal.
A noiva não respondia nada.
Quase pedi pra ele repetir qual era o filme que ele tinha achado bom.

 

.

FESTIVAIS

FEST CINE (São Carlos)

CineFantasy - 4º Festival Curta Fantástico

8º Santa Maria Vídeo e Cinema (Menção Honrosa)

Animaserra (RJ)

CHICO 2009 - Festival de Cinema e Video de Palmas

Vale Curtas - Festival Nacional de Curtas do Vale de São Francisco

VI Mostra Competitiva de Videos do Interior – SP (Prêmio: Melhor Animação)

4° Percepções - Festival Nacional de cinema de Muriaé (Prêmio: Melhor Animação)

13ª Mostra de Cinema de Tiradentes

XIV Cine-PE – Recife

Iguacine 2010

9ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis

II ANIMAGE – Festival Internacional de Cinema de Animação de Pernambuco

Locomotiva 2010 (Prêmio: Melhor Animação Infantil)

20º Cine Ceará (Mostra Especial)

14º Florianópolis Audiovisual Mercosul / FAM2010 (Prêmios: Melhor Curta Infanto-Juvenil pelo Júri Popular e Menção Honrosa pelo Júri Oficial)

18º Anima Mundi (Prêmios RJ: Melhor Animação Brasileira e Segunda Melhor Animação Infantil; Prêmio SP: Terceira Melhor Animação Brasileira)

Mostra Ex-Alunos do Festival Brasileiro de Cinema Universitário

3º Festival de Cinema de Triunfo

Semana Paulistana do Curta Metragem 2010

MOSCA 6 – Mostra Audiovisual de Cambuquira

8° Festival Internacional de Cinema Infantil - FICI

Festival de Cortos de Córdoba (Argentina)

21º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo

Animaldiçoados - Festival Internacional de Animação de Horror

V Comunicurtas – Paraíba (Prêmios: Melhor Roteiro pelo Júri Oficial e Melhor Filme pelo Júri da Imprensa)

1º Festival de Cinema de Paraíso –Tocantins (Prêmio: Melhor Animação)

8º MUMIA - Mostra Udigrudi Mundial de Animação (Menção Honrosa)

Mostra A Caverna (Santa Catarina)

Entretodos 3 – Festival de Curtas de Direitos Humanos

Curta-SE 10

III Curta Taquary (Prêmios: Melhor Direção e Melhor Roteiro)

4º Festival de Cinema na Floresta (Mato Grosso)

IV Curta Cabo Frio (Prêmio: Melhor Animação)

10ª Goiânia Mostra Curtas

6º Curta Ourinhos (SP)

Dia Internacional da Animação 2010 (quatrocentas cidades)

ANIMANIMA International Animation Festival 2010 (Sérvia)

CineBH - Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte (Mostrinha de Cinema)

Curta Cinema 2010 (RJ)

7º Amazonas Film Festival

FBCU Mostra Ex-Alunos 2010

II Eco Cine Noronha

Festival BrasilNoar (Barcelona - Catalunha – Espanha)

2º Festival Manuel Padeiro de Cinema e Animação (Pelotas/RS)

EXPOTOONS International Animation Festival's 4th edition (Argentina)

II CurtaCarajás

1º Festival Nacional de Cinema de Petrópolis (Prêmio: Melhor Direção)

IX Araribóia Cine – Festival de Niterói (Prêmio: Melhor Filme pelo Júri Multimídia)

Mostra Miragem – Tocantins (Prêmio: Melhor Filme pelo Júri Popular)

17º Vitória Cine Vídeo

Mostra do Filme Livre 2011

Vitanima (PE)

CARTOONS ON THE BAY (Rapallo, Itália)

LOISADA CORTOS (New York, EUA)

Kids World Festival (Washington, EUA)

Baixada Animada 2011 (Prêmio: Segundo Melhor Filme pelo Júri oficial)

Projeto Curta na Praça (RJ)

1ª Mostra de Cinema Infantojuvenil de Blumenau

II Festival de Cinema de Montes Claros (MG)

8º Festival de Cinema de Maringá (Prêmio: Melhor Cenário)

Grande Prêmio Vivo de Cinema Brasileiro (indicado a Melhor Curta de Animação)

China International Children's Film Festival (Jiangying)

XIII Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Goiás)

19th Curtas Vila do Conde IFF (Portugal)

5º Festival Cinema com Farinha (PB)

Curtamazônia 2011

22ª Mostra de Vídeo de Santo André (SP)

Festival Europalia 2011 (Bélgica)

IV MacacuCine (RJ)

VI Festival de Cinema de Cascavel (PR)

6th ANIMEST International Animation Film Festival (Romênia)

Kinder Film Festival - Festival de Films Pour Enfants (Bélgica)

2nd Brazil Film Fest (Beijing, China)

17th annual Cucalorus Film Festival (North Carolina/EUA)

Anima Caxias (Prêmios: Melhor Filme Infantil pelo Júri Profissional e Melhor Filme pelo Júri Popular)

FestFilmes (Ceará)

12° Festival de Inverno de Bonito (MS)

Moscow Short Film Festival (Rússia)

1º Criancine – Festival de Cinema Infanto Juvenil (PE)

Perpendicular IV - Mostra de Cinema e Vídeo do Triângulo Mineiro

I Festival Internacional de Stop Motion do Brasil (Prêmios: Melhor Stop Motion para Infância e Melhor Stop Motion do Público)

Mostra Infantil Pré-escolar (Verena)

Programadora Brasil

Eco Cine Favela (Vila Prudente, Zona Leste de São Paulo)

MARATONA INFANTIL do Museu da Imagem e do Som (MIS SP)

6º Verão Arte Contemporânea - III Mostra de cinema: Cultura, Arte e Poder (MG)

CineItinerante Palco Cultura Redecard (Praças abertas de municípios do Rio de Janeiro)

Rede Estadual de escolas do Rio de Janeiro (através da Secretaria Municipal de Educação)

Circuito SESC de Artes 2012

2° Mostra Maré Cheia de Cinema ( Paraty)

Sessão Especial ANIMA MUNDI do Dia da Família CCBB (SP)

2º Cine faces festival (Baixada Fluminense/RJ)

1° Festival de Cinema de Santa Cruz do Sul (RS)

4° Festival Escolar de Cinema (RS)

II MARANIME (Festival Maranhense de Animação)

1º Festival de TV e Cinema Independente de Muqui (ES)

MONSTRA 2013 (Lisboa / Portugal)

Caravana Cultural Paraná

1° Mostra Anima Cinemão (Comunidades pacificadas do Rio)

III Curta Coremas (PB)

 

PRÊMIOS

8º Santa Maria Vídeo e Cinema (Menção Honrosa)

VI Mostra Competitiva de Videos do Interior – SP (Prêmio: Melhor Animação)

4° Percepções - Festival Nacional de cinema de Muriaé (Prêmio: Melhor Animação)

Locomotiva 2010 (Prêmio: Melhor Animação Infantil)

14º Florianópolis Audiovisual Mercosul / FAM2010 (Prêmios: Melhor Curta Infanto-Juvenil pelo Júri Popular e Menção Honrosa pelo Júri Oficial)

18º Anima Mundi (Prêmios RJ: Melhor Animação Brasileira e Segunda Melhor Animação Infantil; Prêmio SP: Terceira Melhor Animação Brasileira)

V Comunicurtas – Paraíba (Prêmios: Melhor Roteiro pelo Júri Oficial e Melhor Filme pelo Júri da Imprensa)

1º Festival de Cinema de Paraíso –Tocantins (Prêmio: Melhor Animação)

8º MUMIA - Mostra Udigrudi Mundial de Animação (Menção Honrosa)

III Curta Taquary (Prêmios: Melhor Direção e Melhor Roteiro)

IV Curta Cabo Frio (Prêmio: Melhor Animação)

1º Festival Nacional de Cinema de Petrópolis (Prêmio: Melhor Direção)

IX Araribóia Cine – Festival de Niterói (Prêmio: Melhor Filme pelo Júri Multimídia)

Mostra Miragem – Tocantins (Prêmio: Melhor Filme pelo Júri Popular)

Baixada Animada 2011 (Prêmio: Segundo Melhor Filme pelo Júri oficial)

8º Festival de Cinema de Maringá (Prêmio: Melhor Cenário)

Grande Prêmio Vivo de Cinema Brasileiro (indicado a Melhor Curta de Animação)

Anima Caxias (Prêmios: Melhor Filme Infantil pelo Júri Profissional e Melhor Filme pelo Júri Popular)

I Festival Internacional de Stop Motion do Brasil (Prêmios: Melhor Stop Motion para Infância e Melhor Stop Motion do Público)

 

FICHA TÉCNICA

EU QUERIA SER UM MONSTRO
I Wish I Were a Monster
Oito minutos
Betacam , colorido
Marão
Marão Filmes
Rocambole
Secretaria de Cultura do
Estado do Rio de Janeiro
Luama
Mariana Duarte
Pedro Iuá
Rosaria, Mikhael Mendes e Cláudio Mendes
Tiago MAL
Ana Luiza Pereira
2009, Brasil
,

 

ASSISTA AGORA